Alimentos para a perda de peso e controle da diabetes

Ponha em seu cardápio alimentos com alta densidade nutricional e de baixa quantidade de calorias como ovos e carnes. Esta é uma dieta a ser seguida por quem deseja perder peso ou controlar o diabetes.

Podem ser ingeridos até oito ovos por dia, de preferência cozido e com a gema mole. Já a carne bovina não deve ultrapassar a cento e cinquenta gramas no almoço e no jantar. Ou seja, dois bifes. Frangos podem ser consumidos até três pedaços, que você pode optar ainda por uma porção generosa de peixe ou carne suína.

O cuidado não deve ser seguido apenas na escolha dos alimentos. A forma de prepará-los também é fundamental. Por isso se deve sempre cozinhar com banha de porco, manteiga ou óleo de coco. Nas saladas, se pode usar uma quantidade generosa de azeite de oliva extravirgem, que além de super nutritivo ajuda o funcionamento do intestino.

Sempre comece o almoço e o jantar com uma salada de folhas. Uma boa sugestão é rúcula, alface e agrião com cebola e tomate, temperados com sal marinho ou rosa e bastante azeite. Outras verduras e legumes bem-vindos são couve, espinafre, abobrinha, berinjela ou couve flor.

Para acompanhar, prefira água ou sucos como o de limão, acerola, maracujá e caju. Sempre que possível, evite o suco de laranja, pois mesmo sem adoçar é riquíssimo em carboidratos. Para sucos, chás ou café, evite utilizar qualquer tipo de açúcar. Dentre os adoçantes artificiais ou naturais prefira a sucralose, stevia, xilitol ou eritritol. Refrigerantes e bebidas alcoólicas devem ser evitados, principalmente a cerveja, que tem, em média, 150 calorias por copo.

Também é importante não fazer mais do que quatro refeições ao dia: café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. Para tanto, consuma frutas como abacate, goiaba, pitaia, maçã, pera e mamão formosa. Evite frutas de alto índice glicêmico como banana, caqui, melancia, uva e manga. A uva passa e outras frutas secas são riquíssimas em carboidratos, então é melhor não consumir.

A castanha do Pará (ou castanha do Brasil) não deve ultrapassar três unidades ao dia, por serem bem mais nutritivas que outras, como amêndoas, nozes, amendoim.

A lista do que pode comer com moderação, o que se deve evitar e o que não comer é grande, mas vale a pena reforçar mais algumas dicas. Evite massas, pães, doces, bolachas recheadas ou bolos, chocolate, e outros doces industrializados. E quanto a frituras? Evite tudo que seja de imersão, como pastéis, risoles, coxinha de batata ou mandioca, dentre outras.
A boa alimentação é uma parte fundamental da dieta, mas para melhores resultados e qualidade de vida é importante associá-la com exercícios físicos regulares e noites de sono tranquilas para combater a obesidade e o tratamento do diabetes.

* Arnaldo Sérgio Patrício é especialista em Medicina Interna e Radiologia. Também é diretor da Unidade de Emagrecimento e Longevidade (UEL). Instagram @arnaldosergio

Leia também

Deixe seu comentário!